Informativos

Como Comprar um cachorro?

- “Você quer um filhotinho de cachorro? Que legal! Agora é necessário definir qual raça de cachorro será a melhor para você!Muitas pessoas esquecem esta parte, mas ela é fundamental. Nessa hora pense nas pessoas que compõem sua família, número de pessoas e idade de cada um, depois pense no local aonde você mora, apartamento pequeno/grande, casa com terreno ou sem, fazenda, quarto-e-sala... Depois pense no seu cotidiano, você trabalha o dia todo, fica muito tempo em casa, viaja final de semana... É importantíssimo pensar no seu dia-a-dia, na sua disponibilidade, pois na maioria das vezes, é o adulto que acaba cuidando do cão, e 90% das vezes é a mãe e não o pai quem cuida.
Pense também na sua empregada. Muitas vezes a responsabilidade de limpar, dar comida e passear com o peludo cai nas mãos dela. Se ela já cuida de toda a roupa, cozinha, arruma casa, põe as crianças para a escola, será que ela ainda terá tempo suficiente para cuidar do filhote? E quando ele ficar enorme?

QUAL A RAÇA?

A raça é super importante, pois cada raça tem suas peculiaridades, seus fatores positivos e negativos. Não se deixe iludir por aquelas coisinhas mais fofinhas nas vitrines das Pet Shops. Talvez aquela bolinha de pêlos não seja ideal para a rotina da sua família. Tente pensar na raça de acordo com sua categoria: terriers, cães de companhia, cães de trabalho, cães de guarda, pastores, caçadores... E estude cada grupo de raças, não só os aspectos físicos, mas principalmente os aspectos mentais, o comportamento, as tendências de temperamento.

ONDE COMPRAR?

Agora que resolvemos a raça, vamos comprá-la em qualquer lugar? Claro que não! Temos a obrigação de pesquisar, procurar um criador correto. Mas são tantos criadores, tem a minha vizinha que a cachorra dela deu cria, tem a Pet Shop da minha rua, tem aquela feirinha legal, tem aquele cara que fica na praia, na esquina, com uns cachorrinhos tão lindinhos no porta-malas do carro dele... Epa, peraí! Esse pessoal não é criador!!!!
Criadores são pessoas que se dedicam, praticamente, em tempo integral à sua criação. Que pesquisam e se preocupam em escolher padreadores corretos, que se preocupam com o temperamento do cão, com a saúde de cada cachorro. Não são pessoas que estão vendendo filhotes porque suas cadelas cruzaram “acidentalmente”, quando eles nem perceberam...  Criadores mantêm o canil limpo, seus cachorros são bem tratados e estão à disposição para serem visitados qualquer hora do dia.
Quando estão prenhes, as cadelas recebem tratamento vip, comem ração de filhotes, são cuidadas com atenção e com prioridade em relação aos outros cães da criação. Elas são previamente vacinadas e vermifugadas. Na hora do parto, os criadores estão lá de prontidão, os veterinários estão em alerta, enfim um bom criador se preocupa com o estado de saúde da cadela e dos filhotinhos.. Um bom criador vermifuga e vacina seus filhotinhos. Um bom criador põe em ordem a papelada do pedigree, um bom criador inclusive consegue analisar qual filhotinho servirá para você e sua família.

A VISITA


Na hora de visitar os canis, procure fazer todas as perguntas em relação a saúde e temperamento dos padreadores. Nesta fase da visita peça para ver a mãe e o pai (é normal o pai não está presente em alguns casos), peça para ver todos os filhotes. Procure saber a idade da mãe, ela não pode ser muito jovem, o certo é ela ser mãe depois de 1 ano e meio ou após o terceiro cio.
Tente visitar os bebês mais ou menos com 2-3 semanas de vida. Depois volte de novo, quando eles tiverem com 5 semanas. Desta maneira você conseguirá comparar o desenvolvimento deles e também a organização, a limpeza e a administração da ninhada pelo criador. Continuam todos com saúde? Todos limpinhos?

A ESCOLHA

Na hora da reserva do filhote, não leve as crianças ou aquela pessoa que está louca para ganhar um cachorrinho. Geralmente essas pessoas acabam se deixando levar pela emoção e escolhendo o filhote errado, ou um filhote da ninhada errada e do canil errado.
Na hora da decisão pense em todos os canis que visitou e escolha aquele que lhe foi mais sincero, que lhe pareceu mais limpo e que tinha um preço justo. Atenção fihotinhos muito baratos é encrenca na certa. Aonde já se viu comprar cerejas ou kiwi a preço de banana? Aí tem!
Procure analisar os filhotes dentro da matilha. É possível perceber quem é o dominante, o submisso, quem está mais doentinho, gordinho, magrelo?? Tudo isso pode ser uma boa indicação do estado de saúde física e mental de cada um. Veja se todos aceitam ser apalpados, se todos brincam com você, demonstram interesse e curiosidade.

A HORA DE LEVAR O FILHOTE PARA CASA

Depois de ter escolhido o filhote, procure buscá-lo numa sexta-feira, para você ter o final de semana inteiro com ele. É importantíssimo que você e sua família possam dar a atenção necessária nessa transição da matilha canina para a matilha humana. Combine de pegá-lo apenas após a 7ª semana, ou seja com no mínimo 49 dias.
Para o bom criador, a venda não acaba quando o filhote sai do canil. Ele se preocupará em saber como está sendo a adaptação de seus netinhos na nova casa. Ele lhe dará dicas de como criar o filhote, afinal ele tem experiência própria. Ele lhe atenderá sempre que houver alguma dúvida e após alguns meses ele mandará o pedigree do filhote. No caso de alguma coisa sair errado, como por exemplo, o filhote ficar doente, não se adaptar, desenvolver temperamento atípico, ou morrer o bom criador cumprirá com o acordo previamente combinado entre vocês.
E lembre-se procure criadores através de revistas especializadas, através da Internet, por indicação de pessoas que já possuem um cão deste canil e que está feliz. Faça o seu dever de casa direitinho. Um cachorrinho dura 12 anos, um cachorrinho é vida, um cachorrinho late, chora, reclama, rosna, um cachorrinho será parte da sua família.

 

  Atendimento:
(19) 3432.4915 / 9.8139.3597 / 9.9647.9859

Endereço:
Rua Samuel Neves, 1867
São Judas - Piracicaba - SP


       
Copyright © - 2019
Perfil Studio
     
     Informativos

Como Comprar um cachorro?

- “Você quer um filhotinho de cachorro? Que legal! Agora é necessário definir qual raça de cachorro será a melhor para você!Muitas pessoas esquecem esta parte, mas ela é fundamental. Nessa hora pense nas pessoas que compõem sua família, número de pessoas e idade de cada um, depois pense no local aonde você mora, apartamento pequeno/grande, casa com terreno ou sem, fazenda, quarto-e-sala... Depois pense no seu cotidiano, você trabalha o dia todo, fica muito tempo em casa, viaja final de semana... É importantíssimo pensar no seu dia-a-dia, na sua disponibilidade, pois na maioria das vezes, é o adulto que acaba cuidando do cão, e 90% das vezes é a mãe e não o pai quem cuida.
Pense também na sua empregada. Muitas vezes a responsabilidade de limpar, dar comida e passear com o peludo cai nas mãos dela. Se ela já cuida de toda a roupa, cozinha, arruma casa, põe as crianças para a escola, será que ela ainda terá tempo suficiente para cuidar do filhote? E quando ele ficar enorme?

QUAL A RAÇA?

A raça é super importante, pois cada raça tem suas peculiaridades, seus fatores positivos e negativos. Não se deixe iludir por aquelas coisinhas mais fofinhas nas vitrines das Pet Shops. Talvez aquela bolinha de pêlos não seja ideal para a rotina da sua família. Tente pensar na raça de acordo com sua categoria: terriers, cães de companhia, cães de trabalho, cães de guarda, pastores, caçadores... E estude cada grupo de raças, não só os aspectos físicos, mas principalmente os aspectos mentais, o comportamento, as tendências de temperamento.

ONDE COMPRAR?

Agora que resolvemos a raça, vamos comprá-la em qualquer lugar? Claro que não! Temos a obrigação de pesquisar, procurar um criador correto. Mas são tantos criadores, tem a minha vizinha que a cachorra dela deu cria, tem a Pet Shop da minha rua, tem aquela feirinha legal, tem aquele cara que fica na praia, na esquina, com uns cachorrinhos tão lindinhos no porta-malas do carro dele... Epa, peraí! Esse pessoal não é criador!!!!
Criadores são pessoas que se dedicam, praticamente, em tempo integral à sua criação. Que pesquisam e se preocupam em escolher padreadores corretos, que se preocupam com o temperamento do cão, com a saúde de cada cachorro. Não são pessoas que estão vendendo filhotes porque suas cadelas cruzaram “acidentalmente”, quando eles nem perceberam...  Criadores mantêm o canil limpo, seus cachorros são bem tratados e estão à disposição para serem visitados qualquer hora do dia.
Quando estão prenhes, as cadelas recebem tratamento vip, comem ração de filhotes, são cuidadas com atenção e com prioridade em relação aos outros cães da criação. Elas são previamente vacinadas e vermifugadas. Na hora do parto, os criadores estão lá de prontidão, os veterinários estão em alerta, enfim um bom criador se preocupa com o estado de saúde da cadela e dos filhotinhos.. Um bom criador vermifuga e vacina seus filhotinhos. Um bom criador põe em ordem a papelada do pedigree, um bom criador inclusive consegue analisar qual filhotinho servirá para você e sua família.

A VISITA


Na hora de visitar os canis, procure fazer todas as perguntas em relação a saúde e temperamento dos padreadores. Nesta fase da visita peça para ver a mãe e o pai (é normal o pai não está presente em alguns casos), peça para ver todos os filhotes. Procure saber a idade da mãe, ela não pode ser muito jovem, o certo é ela ser mãe depois de 1 ano e meio ou após o terceiro cio.
Tente visitar os bebês mais ou menos com 2-3 semanas de vida. Depois volte de novo, quando eles tiverem com 5 semanas. Desta maneira você conseguirá comparar o desenvolvimento deles e também a organização, a limpeza e a administração da ninhada pelo criador. Continuam todos com saúde? Todos limpinhos?

A ESCOLHA

Na hora da reserva do filhote, não leve as crianças ou aquela pessoa que está louca para ganhar um cachorrinho. Geralmente essas pessoas acabam se deixando levar pela emoção e escolhendo o filhote errado, ou um filhote da ninhada errada e do canil errado.
Na hora da decisão pense em todos os canis que visitou e escolha aquele que lhe foi mais sincero, que lhe pareceu mais limpo e que tinha um preço justo. Atenção fihotinhos muito baratos é encrenca na certa. Aonde já se viu comprar cerejas ou kiwi a preço de banana? Aí tem!
Procure analisar os filhotes dentro da matilha. É possível perceber quem é o dominante, o submisso, quem está mais doentinho, gordinho, magrelo?? Tudo isso pode ser uma boa indicação do estado de saúde física e mental de cada um. Veja se todos aceitam ser apalpados, se todos brincam com você, demonstram interesse e curiosidade.

A HORA DE LEVAR O FILHOTE PARA CASA

Depois de ter escolhido o filhote, procure buscá-lo numa sexta-feira, para você ter o final de semana inteiro com ele. É importantíssimo que você e sua família possam dar a atenção necessária nessa transição da matilha canina para a matilha humana. Combine de pegá-lo apenas após a 7ª semana, ou seja com no mínimo 49 dias.
Para o bom criador, a venda não acaba quando o filhote sai do canil. Ele se preocupará em saber como está sendo a adaptação de seus netinhos na nova casa. Ele lhe dará dicas de como criar o filhote, afinal ele tem experiência própria. Ele lhe atenderá sempre que houver alguma dúvida e após alguns meses ele mandará o pedigree do filhote. No caso de alguma coisa sair errado, como por exemplo, o filhote ficar doente, não se adaptar, desenvolver temperamento atípico, ou morrer o bom criador cumprirá com o acordo previamente combinado entre vocês.
E lembre-se procure criadores através de revistas especializadas, através da Internet, por indicação de pessoas que já possuem um cão deste canil e que está feliz. Faça o seu dever de casa direitinho. Um cachorrinho dura 12 anos, um cachorrinho é vida, um cachorrinho late, chora, reclama, rosna, um cachorrinho será parte da sua família.

 

  Atendimento:
(19) 3432.4915 / 9.8139.3597 / 9.9647.9859

Endereço:
Rua Samuel Neves, 1867
São Judas - Piracicaba - SP


       
Copyright © - 2019
Perfil Studio
     
     Informativos

Como Comprar um cachorro?

- “Você quer um filhotinho de cachorro? Que legal! Agora é necessário definir qual raça de cachorro será a melhor para você!Muitas pessoas esquecem esta parte, mas ela é fundamental. Nessa hora pense nas pessoas que compõem sua família, número de pessoas e idade de cada um, depois pense no local aonde você mora, apartamento pequeno/grande, casa com terreno ou sem, fazenda, quarto-e-sala... Depois pense no seu cotidiano, você trabalha o dia todo, fica muito tempo em casa, viaja final de semana... É importantíssimo pensar no seu dia-a-dia, na sua disponibilidade, pois na maioria das vezes, é o adulto que acaba cuidando do cão, e 90% das vezes é a mãe e não o pai quem cuida.
Pense também na sua empregada. Muitas vezes a responsabilidade de limpar, dar comida e passear com o peludo cai nas mãos dela. Se ela já cuida de toda a roupa, cozinha, arruma casa, põe as crianças para a escola, será que ela ainda terá tempo suficiente para cuidar do filhote? E quando ele ficar enorme?

QUAL A RAÇA?

A raça é super importante, pois cada raça tem suas peculiaridades, seus fatores positivos e negativos. Não se deixe iludir por aquelas coisinhas mais fofinhas nas vitrines das Pet Shops. Talvez aquela bolinha de pêlos não seja ideal para a rotina da sua família. Tente pensar na raça de acordo com sua categoria: terriers, cães de companhia, cães de trabalho, cães de guarda, pastores, caçadores... E estude cada grupo de raças, não só os aspectos físicos, mas principalmente os aspectos mentais, o comportamento, as tendências de temperamento.

ONDE COMPRAR?

Agora que resolvemos a raça, vamos comprá-la em qualquer lugar? Claro que não! Temos a obrigação de pesquisar, procurar um criador correto. Mas são tantos criadores, tem a minha vizinha que a cachorra dela deu cria, tem a Pet Shop da minha rua, tem aquela feirinha legal, tem aquele cara que fica na praia, na esquina, com uns cachorrinhos tão lindinhos no porta-malas do carro dele... Epa, peraí! Esse pessoal não é criador!!!!
Criadores são pessoas que se dedicam, praticamente, em tempo integral à sua criação. Que pesquisam e se preocupam em escolher padreadores corretos, que se preocupam com o temperamento do cão, com a saúde de cada cachorro. Não são pessoas que estão vendendo filhotes porque suas cadelas cruzaram “acidentalmente”, quando eles nem perceberam...  Criadores mantêm o canil limpo, seus cachorros são bem tratados e estão à disposição para serem visitados qualquer hora do dia.
Quando estão prenhes, as cadelas recebem tratamento vip, comem ração de filhotes, são cuidadas com atenção e com prioridade em relação aos outros cães da criação. Elas são previamente vacinadas e vermifugadas. Na hora do parto, os criadores estão lá de prontidão, os veterinários estão em alerta, enfim um bom criador se preocupa com o estado de saúde da cadela e dos filhotinhos.. Um bom criador vermifuga e vacina seus filhotinhos. Um bom criador põe em ordem a papelada do pedigree, um bom criador inclusive consegue analisar qual filhotinho servirá para você e sua família.

A VISITA


Na hora de visitar os canis, procure fazer todas as perguntas em relação a saúde e temperamento dos padreadores. Nesta fase da visita peça para ver a mãe e o pai (é normal o pai não está presente em alguns casos), peça para ver todos os filhotes. Procure saber a idade da mãe, ela não pode ser muito jovem, o certo é ela ser mãe depois de 1 ano e meio ou após o terceiro cio.
Tente visitar os bebês mais ou menos com 2-3 semanas de vida. Depois volte de novo, quando eles tiverem com 5 semanas. Desta maneira você conseguirá comparar o desenvolvimento deles e também a organização, a limpeza e a administração da ninhada pelo criador. Continuam todos com saúde? Todos limpinhos?

A ESCOLHA

Na hora da reserva do filhote, não leve as crianças ou aquela pessoa que está louca para ganhar um cachorrinho. Geralmente essas pessoas acabam se deixando levar pela emoção e escolhendo o filhote errado, ou um filhote da ninhada errada e do canil errado.
Na hora da decisão pense em todos os canis que visitou e escolha aquele que lhe foi mais sincero, que lhe pareceu mais limpo e que tinha um preço justo. Atenção fihotinhos muito baratos é encrenca na certa. Aonde já se viu comprar cerejas ou kiwi a preço de banana? Aí tem!
Procure analisar os filhotes dentro da matilha. É possível perceber quem é o dominante, o submisso, quem está mais doentinho, gordinho, magrelo?? Tudo isso pode ser uma boa indicação do estado de saúde física e mental de cada um. Veja se todos aceitam ser apalpados, se todos brincam com você, demonstram interesse e curiosidade.

A HORA DE LEVAR O FILHOTE PARA CASA

Depois de ter escolhido o filhote, procure buscá-lo numa sexta-feira, para você ter o final de semana inteiro com ele. É importantíssimo que você e sua família possam dar a atenção necessária nessa transição da matilha canina para a matilha humana. Combine de pegá-lo apenas após a 7ª semana, ou seja com no mínimo 49 dias.
Para o bom criador, a venda não acaba quando o filhote sai do canil. Ele se preocupará em saber como está sendo a adaptação de seus netinhos na nova casa. Ele lhe dará dicas de como criar o filhote, afinal ele tem experiência própria. Ele lhe atenderá sempre que houver alguma dúvida e após alguns meses ele mandará o pedigree do filhote. No caso de alguma coisa sair errado, como por exemplo, o filhote ficar doente, não se adaptar, desenvolver temperamento atípico, ou morrer o bom criador cumprirá com o acordo previamente combinado entre vocês.
E lembre-se procure criadores através de revistas especializadas, através da Internet, por indicação de pessoas que já possuem um cão deste canil e que está feliz. Faça o seu dever de casa direitinho. Um cachorrinho dura 12 anos, um cachorrinho é vida, um cachorrinho late, chora, reclama, rosna, um cachorrinho será parte da sua família.

 

Atendimento:
(19) 3432.4915 / 9.8139.3597 / 9.9647.9859

Endereço:
Rua Samuel Neves, 1867
São Judas - Piracicaba - SP
 
 
Copyright © - 2019
Perfil Studio